Obras

O VOLTAR
Bach – Cantata, BWV 187
Cantatas de Bach

Bach – Cantata, BWV 187

A Cantata, BWV 187, Es wartet alles auf dich, foi composta para o sétimo domingo depois da Trindade. O evangelho deste domingo conta o milagre da multiplicação dos pães (Marcos, 6: 35-44).

O coro inicial tem uma citação do Antigo Testamento tirada do Salmo 104, versículos 27-28: “Es wartet alles auf dir” (Todos esperam de ti que lhes dês de comer a seu tempo).

A introdução orquestral reaparece em vários ritornellos intercalados às seções corais, que têm tratamento contrapontístico.

O quarto movimento, uma ária para o baixo, traz uma citação do Novo Testamento, uma bela passagem do Sermão da Montanha (Mateus 6: 31-32): Darum sôllt ihr nicht sórgen” (Não vos preocupeis, dizendo: que comeremos? que beberemos? com que nos vestiremos? Vosso Pai nos céus sabe que tendes necessidade de todas estas coisas).

As duas outras árias têm caráter concertante. A primeira para o contralto (terceiro movimento) é em ritmo de dança (3/8).

A segunda (sexto movimento), “Gott versorget alles Leben” (Deus preserva toda a vida), é um adágio de deslumbrante beleza e transparência, com um episódio central poco alegro para soprano com oboé solista.

O coral final é baseado em um hino de Hans Vogel, de 1563.

“Esta é uma das obras mais notáveis do imenso panorama vocal de Bach”, afirma seu biógrafo Alberto Basso.

O próprio compositor parecia gostar bastante desta cantata, já que reutilizou o primeiro, o terceiro, o quarto e o quinto movimentos na Missa em Sol Menor, BWV 235.

Bach – Cantata BWV 187,Es wartet alles auf dir” | Ulrike Hoffbauer (soprano), Elvira Bill (contralto), Dominih Wörner (baixo), Coro e Orquestra da Fundação J. S. Bach regidos por Rudolf Lutz