Obras

O VOLTAR
Chopin

Chopin – Polonaises

Tendo sua origem na chodzony, uma antiga dança camponesa da Polônia, a polonaise só ficou conhecida por esse nome após ser introduzida na corte francesa no período de Henrique III de Valois, rei da Polônia que herdou o trono da França. Posteriormente, a dança foi adotada em seu país de origem como abertura oficial dos bailes da aristocracia polonesa.

Aos sete anos de idade, Chopin já havia escrito duas Polonaises. Entre 1817 e 1846, compôs 18 destas peças, sendo que as suas últimas refletem o triste estado de sua terra natal, cheia de orgulho ferido.

A seguir, vamos ouvir três Polonaises:

– Andante Spianato e Grande Polonaise Brilhante:

Escrita para piano e orquestra, hoje a peça é frequentemente tocada em piano solo. Spiana, em italiano, é a plaina do carpinteiro, e sugere algo plano, suave, macio.

Chopin – Andante Spianato e Grande Polonaise Brilhante Op. 22 | Daniil Trifonov (piano)

– Polonaise, Op.53Heroica:

George Sand, companheira de Chopin, afirmou sobre a obra:

“A inspiração! A força! O vigor! Doravante esta Polonaise deve ser um símbolo, um símbolo de heroísmo!”.

A peça é de execução extremamente difícil.

Chopin – Polonaise, Op. 53 – Heroica | Arthur Rubinstein (piano)

– Polonaise nº 3, Op. 40 nº 1, Militar:

Essa talvez seja a mais conhecida Polonaise de Chopin.

Chopin – Polonaise Op. 40 nº 1, Militar | Vladimir Horowitz (piano)