Obras

O VOLTAR
HandelMÚSICA ORQUESTRAL

Händel – Suíte em Fá Maior “Water Music” (Música sobre a água)

No dia 17 de julho de 1727, os dignitários e a nobreza de Londres foram convocados pelo rei George I para uma excursão pelo rio Tâmisa.

Em barcos abertos, os convidados percorreram cinco quilômetros até Chelsea e depois outros cinco na volta. Friedrich Bonet, um prussiano radicado em Londres, descreveu os acontecimentos em seu diário:

“Por volta das oito horas da noite, o rei chegou a sua embarcação. Ao lado desta, estava o barco dos músicos, uns cinquenta ao todo: trompetes, trompas de caça, oboés, fagotes, flautas, violinos e contrabaixos. A música tinha sido especialmente composta pelo famoso Händel, natural de Halle e o principal compositor da corte de Sua Majestade. O rei gostou tanto da música que a fez executar três vezes: duas vezes antes e uma depois da ceia.

O número de barcos cheios de gente querendo ouvir era incontável. O rei chegou a Chelsea, onde foi servida a ceia, à uma da manhã e só retornou ao palácio de St. James às quatro e meia da manhã.”

 

A orquestração de Händel é rica em colorido. O compositor inclui, pela primeira vez em Londres, duas trompas barrocas (sem válvulas), mas não as usa nos dois primeiros movimentos.

Na Abertura, o concertino é formado por violinos.

No Adagio e Staccato que segue, há um maravilhoso solo de oboé.

Do terceiro movimento, Allegro, em diante as trompas assumem um papel dominante.

Mas, como diz um comentarista, Händel tem o cuidado de preservar os ouvidos do público e os lábios dos músicos de um excesso de som de trompa.

No trio que se intercala entre o Allegro e o Allegro da Capo, o concertino de sopros faz um belo contraste com o ripieno das cordas.

O uso das trompas, fazendo um contraponto discreto na famosa ária, lhe dá um colorido muito especial.

Duas breves danças, uma bourrée e uma hornpipe, precedem o Andante final, outro exemplo da maestria de Händel como orquestrador: os sopros suaves contrastam com as cordas e são complementados pelos fagotes.

Händel – Water Music (Música sobre a Água) | The English Concert | Trevor Pinock (regente)