Obras

O VOLTAR
Haydn - Sonata para Piano em Mi Bemol Maior, Hob. XVI:49
Classicismo VienenseHaydn

Haydn – Sonata para Piano em Mi Bemol Maior, Hob. XVI:49

A Sonata em Mi Bemol Maior data de 1790 e foi destinada à amiga e confidente de Haydn, Maria Anna von Genzinger.

São três seus movimentos: Allegro non tropo, Adagio cantabile e Minueto.

O Allegro inicial se move rapidamente em um saltitante ritmo ternário. Apesar de seu começo um tanto casual, é um movimento dramático, cuidadosamente trabalhado, no qual quase tudo se origina a partir do tema principal.

O belo Adagio é em forma A-B-A com material temático muito decorado. Breves trechos da tônica menor trazem um clima melancólico ao movimento.

O minueto que se segue, de amplas proporções, tem dois Trios. O tema do primeiro é de escalas descendentes, em contraste com as escalas ascendentes do segundo. O movimento traz um alívio de tensão após dois movimentos com tamanha carga emocional.

Haydn – Sonata para Piano em Mi Bemol Maior, Hob. XVI:49 | Alfred Brendel (piano)