Obras

O VOLTAR
Liszt e a Música Cigana - Rapsódia Húngara nº 6
Franz LisztMúsica Cigana

Liszt – Rapsódias Húngaras

Os ciganos (romani) têm origem no norte da Índia. Eram um povo nômade, mas estão hoje radicados em vários países da Europa. Suas trupes populares são muito conhecidas, principalmente por sua música. Vários compositores foram influenciados pela cultura cigana, entre os quais Haydn, Liszt, Brahms, de Falla, Albeniz e Khachaturian.

O compositor húngaro Franz Liszt (1811-1886) foi um virtuose itinerante. Talvez por isso tivesse uma afinidade com a música dos ciganos, um povo nômade.

Em suas 19 Rapsódias Húngaras, Liszt procurou registrar a música cigana que ouvia em sua terra. Essas obras são também, é claro, um veículo para exibir seu virtuosismo.

Apresentaremos, a seguir, três delas: a nº 6, a nº 2 e a nº 15.

A Rapsódia nº 6 é uma de suas obras mais brilhantes e mais difíceis. Vamos ouvi-la interpretada primeiramente por Martha Argerich e, em seguida, pelo pianista húngaro-francês Georges Cziffra (1921-1994), considerado um dos maiores virtuoses do século XX, discípulo de István Thomán (1862-1940), um dos alunos prediletos de Liszt.

Liszt – Rapsódia Húngara nº 6 | Martha Argerich (piano)

Liszt – Rapsódia Húngara nº 6 | Georges Cziffra (piano)

Liszt – Rapsódia Húngara nº 2 | Arcadi Volodos (piano)

Liszt – Rapsódia Húngara nº 15Marcha Rakoczy | Arcadi Volodos (piano)