Obras

O VOLTAR
Mozart – Concerto para Flauta, Harpa e Orquestra
Divertimentos de Mozart

Mozart – Concerto para Flauta, Harpa e Orquestra

Composto por Mozart durante sua permanência em Paris, em 1778, o Concerto para Flauta, Harpa e Orquestra é um esplêndido exemplo de música de salão ao gosto francês.

Mozart segue aqui a orientação várias vezes repetida por seu pai de que ele deveria se “deixar guiar pelo gosto francês” e “adquirir a pronúncia correta”.

A obra foi escrita a partir de uma encomenda do Conde de Guines, para ser tocada por ele na flauta e por sua filha na harpa.

Mozart relata em carta a seu pai: “O Conde toca flauta extremamente bem e a Condessinha toca harpa magnifique”.

Mozart – Concerto para Flauta, Harpa e Orquestra em Dó Maior, K. 299 | Emmanuel Pahud (flauta) e Marie-Pierre Langlamet (harpa). Filarmônica de Berlim, Claudio Abbado (regente)