Obras

O VOLTAR
MozartMÚSICA CORAL

Mozart – Grande Missa em Dó Menor

Escrita em cumprimento de uma promessa que Mozart fez de que, se se casasse com Constanze Weber, comporia uma missa.

Mozart nunca terminou a missa, mas a estreou, mesmo incompleta, em Salzburgo em Outubro de 1783, mais de um ano depois do casamento. Constanze foi uma das solistas.

As partes que chegaram até nós da Missa são o Kyrie, o Gloria, o Credo (até o Et Incarnatus est), o Sanctus e o Benedictus. Faltam-nos o resto do Credo e o Agnus Dei.

Em 1782, alguns meses antes de seu casamento, Mozart tinha entrado em contato com o Barão von Swieten. O Barão o apresentou às obras de Bach e Handel. Mozart fez várias transcrições de trabalhos desses compositores e fez mesmo, por encomenda do Barão, uma nova orquestração do Messias de Handel.

Diz um comentarista:

A Missa em dó menor nos apresenta Mozart no seu aspecto mais barroco, pelo menos nos movimentos corais – que poderiam ter sido escritos 20 ou 30 anos mais cedo. A influência principal é de Handel, que era o compositor barroco por excelência para Mozart e Haydn. Assim, nós temos esta justaposição fascinante: por um lado, a flexibilidade, a sensualidade dos solos para os sopranos, e, por outro, os movimentos corais colossais, quase barrocos.

Seu biógrafo Alfred Einstein chama a atenção de que, além de Handel e Bach, está presente todo o século XVIII, com os grandes compositores italianos. Esta síntese, Mozart a realiza ousando justapor várias linguagens, sem nos dar a impressão de uma colcha de retalhos.

O Cum Sancto Spirito é um fugato, tradicional nas missas austríacas Vem depois o alto estilo contrapontístico do barroco, no Quoniam.

O cromatismo descendente do trágico Qui Tollis, simboliza Jesus no caminho da cruz, debaixo de chicotadas e que lembra as Paixões de Bach:

O bel canto napolitano, do Et incarnatus est chocou alguns ouvintes que o consideraram profano:

Mozart: Missa em dó menor K. 427
Barbara Bonney, Soprano.
Anne Sofie von Otter, Mezzo-soprano.
Anthony Rolfe Johnson, Tenor.
Alastair Miles, Bass.
Monteverdi Choir, English Baroque Soloists
Regente : John Eliot Gardiner