Obras

O VOLTAR
Mozart - Serenata em Mi Bemol Maior, K. 375
MozartMozart: Serenatas

Mozart – Serenata em Mi Bemol Maior, K. 375

A estrutura da Serenata em Mi Bemol Maior, K. 375, para dois oboés, duas clarinetas, duas trompas e dois fagotes, segue os exemplos de Haydn: AllegroMinueto IAdagioMinueto IIAllegro.

Um Allegro maestoso, típico das obras em Mi bemol maior de Mozart, inicia a obra. A coda (o final do movimento – começa aos 7’27”) merece destaque por sua mágica serenidade.

Os dois minuetos são de estilos diferentes: o primeiro abre com um surpreendente uníssono cerimonial; o segundo, com um solo de clarineta que leva a episódios jocosos. Já seus trios também são muito contrastantes: o Minueto I tem um caráter agradável, com trompas pulsantes, enquanto no Minueto II, predominam melodias de caráter folclórico.

Entre os dois minuetos está um Adagio que, em melodia, harmonia e recursos instrumentais, figura entre os momentos mais inspirados de Mozart.

Um Rondó em alto astral, com episódios virtuosísticos, encerra a obra.

MozartSerenata em Mi Bemol Maior, K. 375 | Orquestra de Câmara do Festival de Verão de San Francisco

 

Como curiosidade, assista a Serenata K. 375 executada pela Banda de Fuzileiros Navais do Estados Unidos: