Obras

O VOLTAR
Prokofiev - sinfonia nº 1 clássica
Prokofiev

Prokofiev – Sinfonia nº 1: “Clássica”

Aos 25 anos, Prokofiev resolveu escrever “uma sinfonia como Mozart ou Haydn poderiam ter escrito… se fossem contemporâneos”. Ele a batizou de “Sinfonia Clássica”, nome que faz referência à sua simplicidade e ao desejo de que a obra se tornasse um clássico.

A sinfonia é toda escrita em pequena escala – cada movimento é breve e vai direto ao ponto.

O primeiro movimento começa com uma introdução de apenas dois compassos, com a apresentação imediata de dois temas contrastantes. Seguindo a tradição, ele lança um “foguete de Mannheim”, uma linha melódica ascendente que sobe rapidamente, um dos efeitos da chamada Escola de Mannheim.

O segundo movimento apresenta uma longa melodia lírica. A colocação da melodia em um registro alto traz um toque de humor.

O terceiro movimento apresenta a forma burlesca de um minueto de corte.

O final é exuberante e continua com a paródia bem-humorada, explorando modulações pouco usuais e retornos peculiares, antes do final impetuoso.

Prokofiev – Sinfonia nº 1“Clássica” | Orquestra de Câmara da Europa regida por Claudio Abbado