Obras

O VOLTAR
Prokofiev - sonata nº 7 - Sviatoslav Richter
Prokofiev

Prokofiev – Sonata para Piano nº 7, Op.83

A Sonata para Piano nº 7 é uma das chamadas “Sonatas de Guerra” de Prokofiev, juntamente com as de número 6 e 8. Foi estreada pelo pianista Sviatoslav Richter em janeiro de 1943.

O próprio Richter comenta:

“Com esta obra nós somos brutalmente lançados na atmosfera ameaçadora de um mundo que perdeu seu equilíbrio. Caos e incerteza predominam. Vemos forças assassinas à solta. Mas isto não quer dizer que o que vivemos antes cesse de existir. Continuamos a sentir e a amar. Agora toda a gama de emoções humanas explode. Na tremenda luta que isso envolve, encontramos a energia para afirmar a irresistível força da vida.”

A popularidade da Sonata nº 7 continua até os dias de hoje. As explosões bárbaras no Allegro inquieto, do primeiro movimento, colocam a música no século XX.

Já o Andante caloroso, um cantabile romântico, do segundo movimento, parece um retorno ao tempo de Rachmaninov.

O terceiro movimento, Precipitato, é uma prova de fogo para o intérprete. Aqui, as características de seu estilo são muito diferentes e bem definidas: contornos nítidos, dissonâncias ásperas e violenta energia rítmica. O piano é tratado como um instrumento de percussão, visando à agressividade de seu timbre.

Prokofiev – Sonata para Piano nº 7, Op.83 | Sviatoslav Richter (piano): gravação histórica de 1958.