Obras

O VOLTAR
Vaughan Williams – Concerto para Tuba e Orquestra
Metais

Vaughan Williams – Concerto para Tuba e Orquestra

O compositor inglês Ralph Vaughan Williams escreveu seu Concerto para Tuba e Orquestra em 1954 para celebrar os 50 anos da Orquestra Sinfônica de Londres. A obra foi estreada em 13 de junho de 1954 com o tubista Philip Catelinet, da própria orquestra, como solista, e com a regência de John Barbirolli.

Embora considerado uma excentricidade de um compositor de 81 anos, o Concerto para Tuba e Orquestra é hoje uma de suas obras mais populares.

Nas notas de programa, Vaughan Williams escreveu que a forma da peça era “mais próxima de Bach do que da Escola Vienense de Mozart e Beethoven”.

O concerto é relativamente breve e tem três movimentos:

– o Prelúdio é uma marcha rápida, que mostra a agilidade da tuba, com grupos de notas rápidas e passagens em escala;

– a Romanza é uma peça de beleza lírica que mostra a qualidade vocal em seu registro alto;

– o Final é um rondó alla tedesca, uma melodia enérgica que se alterna com episódios contrastantes. As notas sobre a primeira gravação explicam que “a trompa irrompe entre as  cordas dançantes como Falstaff entre as ninfas da floresta de Windsor” (alusão à peça de Shakespeare).

Vaughan Williams – Concerto para Tuba e Orquestra | JáTtik Clark (tuba) e Sinfônica de Corvallis-OSU