Obras

O VOLTAR
Verdi - Va Pensiero
MÚSICA VOCALÓperaVerdi

Verdi – Va’ Pensiero

Va’ Pensiero, escrita em 1842, é uma das peças mais conhecidas e mais queridas do compositor italiano Giuseppe Verdi (1813-1901).

Grande parte da Itália estava sob domínio da Áustria quando sua ópera Nabucco foi composta. A obra narra a história do povo judeu sob o jugo de Nabucodonosor, rei da Babilônia. Os acontecimentos históricos são usados como pano de fundo para uma trama de cunho político.

O coro Va’ Pensiero é o lamento dos judeus, escravizados e exilados de sua pátria:

“Vai, pensamento de asas douradas,

De nossa doce terra natal.

Vai e pousa nas encostas, nas colinas

……………………………………

Ó, minha pátria tão bela e perdida!

Ó lembrança, tão cara e fatal!”

A ópera, e o coro em particular, ganharam uma conotação patriótica naquela época difícil que precedeu a unificação da Itália. Mais de uma vez foi proposto que Va’ Pensiero se tornasse o hino nacional do país.

Verdi, muito querido como compositor e patriota, foi enterrado ao som de Va’ Pensiero, cantado pelo povo que seguia o cortejo fúnebre.

No vídeo a que vamos assistir, ao final, o maestro Riccardo Muti se dirige ao público e diz que os cortes nos orçamentos da área de cultura ameaçam fazer da Itália a “patria sì bella e perduta” de que falam os versos. Diz que vai apresentar o bis, mas quer que todos cantem junto. Rege então voltado para o público: uma cena comovente em que muitos do coro e da plateia estão chorando.

Verdi - Va’ Pensiero, da ópera Nabucco | Riccardo Muti (regente)

A apresentação regida por Riccardo Muti, na Ópera di Roma, em 2011, celebrava o 150º aniversário da fundação da República Italiana. Antes do concerto começar, o presidente da câmara da cidade subiu ao palco para denunciar os cortes no orçamento da cultura, feitos pelo governo do presidente Berlusconi. No momento do bis, com a plateia gritando "Viva a Itália", o maestro aproveita esse gancho e se volta para o público, dizendo:

“Sim, estou de acordo, 'Viva a Itália'. Já não tenho 30 anos e vivi a minha vida, mas, enquanto italiano que percorreu o mundo, tenho vergonha do que ocorre no meu país. Por isso acolho o vosso pedido de bis para o Va Pensiero. Não só pela alegria patriótica que sinto, mas porque esta noite, enquanto dirigia o coro que cantava 'Oh minha pátria, tão bela e perdida', pensei que se continuarmos assim, vamos matar a cultura na qual foi construída a história da Itália. E, se isso acontecesse, a nossa pátria estaria verdadeiramente 'bela e perdida'.”