BLOG

B VOLTAR
a flauta

A Flauta

 

Instrumento de sopro da família das madeiras, a flauta teve sua origem no período neolítico. Era confeccionada em bambu ou ossos perfurados e usada para reproduzir o canto dos pássaros. Ao longo de sua evolução, a flauta esteve presente na música e na cultura de várias civilizações antigas, sendo tocada em festas e rituais religiosos.

As flautas possuem diversos tipos e formatos, sendo produzidas em uma grande variedade de materiais, modelos, tamanhos e afinações. Seu som é obtido através da vibração da coluna de ar projetada no interior de um tubo estreito e cilíndrico.

As mais comuns são a flauta doce, geralmente feita de madeira ou material sintético, e a flauta transversal, feita de madeira ou metal. A flauta doce alcançou seu apogeu em meados do século XVI, quando foi amplamente usada como instrumento solo. A partir do século XVIII, ela acabou perdendo espaço para a flauta transversal, que possuía maior potência sonora e um timbre mais expressivo.

Na flauta doce, a afinação das notas é conseguida por meio de um sistema de perfurações em seu corpo. Já na transversal, é utilizado um mecanismo de chaves, aperfeiçoado no século XIV pelo flautista alemão Theobald Böehm.

Com som melodioso e timbre suave, a flauta é um instrumento muito versátil, sendo utilizada em formações de câmara, orquestras e bandas. Encontrada em vários estilos de música, é usada nas melodias tradicionais de muitos países, passando pela música medieval e a música de concerto de diversos períodos até chegar ao jazz e ao rock progressivo.

No Brasil, é tocada em ritmos como o baião, o choro, a modinha, o samba e a bossa-nova por grandes intérpretes como Patápio SilvaPixinguinha e Altamiro Carrilho, para citar alguns.

A flauta deu origem a outros instrumentos, como o oboé, a clarineta e o fagote.

Saiba mais sobre o funcionamento e a história da flauta assistindo ao vídeo com a flautista Cláudia Nascimento, integrante da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo – Osesp:

Obras que têm a flauta como destaque:

Bach – Badinerie da Suíte nº 2 | Emi Ferguson (flauta barroca) e Voices of Music

Saiba mais sobre a obra:

Bach – Badinerie da Suíte nº 2

Debussy – Prelúdio à Tarde de um Fauno | London Symphony Orchestra regida por François-Xavier Roth 

Saiba mais sobre a obra:

Debussy – Prelude à l’Après-Midi d’un Faune

– Debussy – Syrinx para Flauta Solo | Emanuel Pahud (flauta)

Händel – Trechos de peças para flauta e corne inglês | Albrecht Mayer (corne inglês), Matthieu Gauci-Ancelin (flauta) e Sinfonia Varsovia

 

DESTAQUES