BLOG

B VOLTAR

Centenário do Concerto para Violoncelo e Orquestra de Elgar

Uma das principais obras do repertório violoncelístico, o Concerto para Violoncelo e Orquestra em Mi Menor, Op. 85, de Edward Elgar (1857-1934), completou cem anos em outubro de 2019. Última grande peça escrita pelo compositor inglês, no final da Primeira Guerra Mundial, sua estreia aconteceu no dia 27 de outubro de 1919, no Queen’s Hall, em Londres, com a Orquestra Sinfônica de Londres regida pelo próprio Elgar, tendo como solista o violoncelista Felix Salmond.

Cheio de profunda emoção e lirismo, o Concerto reflete o sofrimento e a angústia que o compositor viveu durante os anos da guerra. O violoncelo, em primeiro plano, atua como um narrador desse sofrimento, frente à uma orquestração mais contida e poética. Nas palavras do grande violoncelista Pablo Casals, a obra “deixa livre a alma do instrumento”.

Para celebrar o centenário do Concerto, o jovem violoncelista inglês Sheku Kanneh-Mason vai gravar a obra com a Sinfônica de Londres, regida por Sir Simon Rattle. O álbum, a ser lançado pela Decca, em janeiro de 2020, incluirá também peças de Gabriel Fauré, Ernst Bloch, Frank Bridges e outros compositores.

Kanneh-Mason foi o ganhador do BBC Young Musician em 2016, lançando seu primeiro disco, Inspiration, em 2018. Ele afirmou que ouviu o Concerto de Elgar pela primeira vez aos cinco anos de idade, interpretado pela violoncelista Jacqueline du Pré, e, desde então, já ambicionava tocar a peça.

Assista à sua performance com a City of Birmingham Simphony Orchestra, no BBC Proms 2019:

DESTAQUES