BLOG

B VOLTAR
Chopin – Valsas

Chopin – Valsas

Johann Strauss estava no auge de sua popularidade quando Chopin chegou a Viena em 1829. O compositor considerava as valsas da família Strauss muito vulgares: “não aprendi nada de particularmente vienense”, escreveu.

Chopin se inspirou pela forma da dança, porém suas peças foram concebidas para serem apresentadas como “valsas de concerto”.

Mais parisienses do que vienenses, as valsas de Chopin “nunca eram para serem dançadas por pessoas comuns, de carne e osso”.

Ouça algumas delas:

– Grande Valsa Brilhante, Op.18

Esta é uma das composições mais conhecidas de Chopin. Ele já havia escrito pelo menos 16 valsas, mas esta foi a primeira publicada, em 1834. Suas melodias encantadoras e climas contrastantes vão do embalo suave ao triunfante júbilo.

Chopin – Grande Valsa Brilhante Op.18 | Daniil Trifonov (piano)

– Valsa em Lá Menor, Op. 34 nº 2

A valsa é tida como a favorita de Chopin.

Chopin – Valsa em Lá Menor, Op. 34 nº 2 | Dinu Lippati (piano) [gravação de 1950, ano da morte do pianista, aos 33 anos)

– Valsa em Lá Bemol, Op. 42

Essa talvez seja a melhor e mais difícil valsa escrita por Chopin.

Chopin – Valsa em Lá Bemol, Op. 42 | Garrick Ohlsson (vencedor do Concurso Internacional Chopin, 1970)

 

– Valsa, Op. 64 nº 2

Vladimir Horowitz (piano) – na Casa Branca

 

DESTAQUES