BLOG

B VOLTAR

Henry Purcell – A Rainha das Fadas

Considerado um dos mais importantes compositores britânicos, não somente do período barroco, mas de todos os tempos, Henry Purcell (1659-1695) nasceu em Londres e teve uma produção musical prolífica, embora tenha falecido muito cedo, com apenas 36 anos de idade.

Aos 18 anos, Purcell já era o compositor da banda particular do Rei; aos 20, era o organista da Abadia de Westminster. Escreveu peças em diversos formatos, como sonatas, fantasias, lições para cravo, música incidental para teatro, óperas e música sacra.

Entre suas principais composições destacam-se a ópera Dido e Eneias e as semi-óperas A Rainha das Fadas e Rei Arthur.

A Rainha das Fadas

Inspirada na peça Sonho de uma Noite de Verão, de William Shakespeare, a semi-ópera em um prólogo e cinco atos conta uma história bem-humorada sobre o amor e o casamento.

Apresentada pela primeira vez em 2 de maio de 1692 no Dorset Garden Theatre, em Londres, essa obra ficou por anos esquecida, e sua partitura foi recuperada apenas em 1903.

Purcell intercalou trechos musicais com diálogos falados, tornando o texto de Shakespeare mais leve e próximo do gosto popular.

Seguem alguns trechos da obra apresentada na Glyndebourne Opera House, em 2009:

DESTAQUES