BLOG

B VOLTAR
Instrumentos da orquestra: As cordas

Instrumentos da orquestra: As cordas

Os instrumentos de cordas constituem a estrutura da orquestra ocidental moderna. Abordaremos aqui a família dos violinos, violas, violoncelos e contrabaixos.

São formados por um corpo de madeira, braço, cravelhas e cordas presas em suas extremidades. Seu som é produzido principalmente pela vibração das cordas friccionadas por um arco e sua extensão melódica varia de acordo com o tamanho, além da espessura e do comprimento das cordas.

Violino

O violino é o menor e mais agudo instrumento do naipe das cordas. Extremamente versátil, é capaz de executar linhas melódicas complexas e com grande variação de dinâmica.

Assista ao vídeo com o violinista Emmanuele Baldini, da Osesp, para saber mais:

Viola

A viola é um pouco maior que o violino e sua extensão fica na região dos médios.

Aqui, o violista da Osesp, Peter Pas, fala mais sobre o instrumento:

Violoncelo

O violoncelo tem uma grande extensão, alcançando facilmente sons graves e agudos. Devido ao seu tamanho, é apoiado no chão e tocado pelo músico sentado, com o instrumento posicionado entre suas pernas.

A violoncelista Adriana Holtz, da Osesp, explica mais no vídeo a seguir:

Como curiosidade, mostramos aqui um Violoncelo da spalla: um violoncelo pequeno, tocado apoiado no ombro, usado em marchas ou procissões, onde o instrumento grande não pode ser utilizado.

Bach – Suíte nº 6: Courante | Sergey Malov (violoncello da spalla)

 

Contrabaixo

É o maior instrumento dessa família e com a extensão mais grave de todos. Também fica apoiado no chão e, muitas vezes, é tocado com o músico em pé.

Assista ao vídeo com a contrabaixista Ana Valeria Poles, da Osesp, falando sobre o instrumento:

 

 

 

 

 

DESTAQUES