BLOG

B VOLTAR

Kismet | Aleksander Borodin

Aleksandr Borodin (1833-1887) era um extraordinário melodista, na linha de seus compatriotas Tchaikovsky e Rachmaninov.

Sua música nacionalista explorava melodias, ritmos e cromatismos folclóricos, atraindo a atenção de vários outros compositores, como Debussy e Ravel (este, inclusive, compôs uma peça para piano que chamou de À la Manière de Borodine).

Kismet foi escrita originalmente como peça teatral, em 1911, por Edward Knoblock, sendo transformada posteriormente em um musical da Broadway, em 1953, e depois em um filme, com direção de Vincente Minelli, em 1955.  

Sua música foi adaptada de várias peças escritas por Borodin, dando origem às canções Stranger in Paradise (das “Danças Polovetsianas”, da ópera Príncipe Igor); Baubles, Bangles and Beads e And this is my Beloved (respectivamente do segundo e do terceiro movimento do Quarteto nº 2 em Ré Maior);  e Fate (da Sinfonia nº 2).

Borodin recebeu postumamente um prêmio Tony (1954) pelo musical.

Kismet: Stranger in Paradise | Ann Blyth e Vic Damone

Borodin – “Danças Polovetsianas”, de Príncipe Igor | Royal Philharmonic Orchestra e Beecham Choral Society |  Sir Thomas Beecham (regente)

Kismet: Baubles, Bangles and Beads | Ann Blyth

Borodin – Quarteto nº 2 em Ré Maior: segundo movimento, Scherzo | Danbi Um e Sean Lee (violinos), Paul Neubauer (viola) e David Finckel (violoncelo).

Kismet: And this is my Beloved | Howard Keel, Ann Blyth e Vic Damone.

Borodin – Quarteto nº 2 em Ré Maior: terceiro movimento, Notturno | Danbi Um e Sean Lee (violinos), Paul Neubauer (viola) e David Finckel (violoncelo).

DESTAQUES