BLOG

B VOLTAR

Les Amants (Os amantes) | Brahms – Sexteto em Ré Menor, Op. 18

Les Amants (Os Amantes) foi o segundo filme de Louis Malle, realizado quando o diretor francês tinha 25 anos de idade. O filme gerou polêmica: alguns críticos e a Igreja Católica o condenaram, julgando-o obsceno. Apesar disso, ele ganhou o Prêmio Especial do Júri no Festival de Veneza de 1958.

Os Amantes apresenta a protagonista Jeanne (Jeanne Moreau) como uma mulher inquieta que, entediada com a vida que leva com seu marido e seu amante, se sente atraída por Bernard (Jean-Marc Bory), um estranho que lhe dá carona. Eles passam a noite juntos e, surpreendentemente, na manhã seguinte, Jeanne vai embora com Bernard para uma nova vida.

O uso da música é tão importante nesse filme como em Fogo Fátuo, também de Malle, que já apresentamos anteriormente. A principal peça da trilha sonora é o “Andante com Seis Variações”, do Sexteto de Cordas, Op. 18, de Brahms, escrito em um sombrio Ré menor.

As três primeiras variações”, diz um crítico, “mal conseguem reprimir a paixão vulcânica que fervilha sob a superfície da música. Um raio de sol ilumina a quarta variação. (…) Na sexta variação, porém, o violoncelo, tocando com uma sonoridade quase sufocada, retorna ao sombrio Ré menor, encerrando o movimento”.

A escolha da música de Brahms foi brilhante e agudamente intuitiva.

Vamos assistir a um trailer com trechos de Os Amantes ao som do Andante:

DESTAQUES