BLOG

B VOLTAR

O Piano

O piano é um instrumento de cordas percutidas. Seu som é produzido pela pressão das mãos nas teclas que acionam martelos de madeira revestidos de feltro. Esses, por sua vez, fazem percutir as cordas instaladas em uma grande caixa de ressonância. Possui dois pedais: o direito, que permite que as cordas permaneçam vibrando, mesmo que as teclas deixem de ser tocadas; e o esquerdo, também chamado de surdina, que serve para diminuir a intensidade do som emitido.

O primeiro piano foi fabricado pelo italiano Bartolomeu Cristofori, em 1709, e era chamado pianoforte. Já existiam outros instrumentos de teclas como o cravo, muito similar ao piano na aparência, porém com as cordas beliscadas ao invés de percutidas; e o clavicórdio, em que as cordas são percutidas por lâminas de metal posicionadas no extremo oposto das teclas.

Esses instrumentos, no entanto, não produziam sons de grande intensidade. O piano oferecia a possibilidade de variar a dinâmica dos sons de acordo com a pressão dos dedos do executante no teclado, dando ao instrumento um grande poder de expressão.

Passando por diversas transformações, o piano foi aperfeiçoado por grandes fabricantes alemães e ingleses. No século XIX, entre outros melhoramentos, teve o número de notas aumentado, as cordas ficaram mais longas e grossas e os martelos, antes cobertos por couro, passaram a ser revestidos de feltro.

Por volta de 1800, foi criado o piano vertical, que ocupava menos espaço e era mais barato que os pianos horizontais fabricados até então. Logo tornou-se um instrumento popular, sendo comum na maioria das salas de visitas das casas do século XIX.

 

Saiba como funciona um piano: https://super.abril.com.br/mundo-estranho/como-funciona-um-piano/

Saiba mais sobre a história do piano: http://blog.fritzdobbert.com.br/tudo-sobre-piano/antecessores-do-piano/

DESTAQUES