BLOG

B VOLTAR

O poder da música: Alegria e despedida

Quando tudo acaba bem, até as despedidas são alegres. Vamos ouvir duas árias de Händel, uma do oratório O Messias e, a outra, da ode A Festa de Alexandre, que expressam essas emoções:

Alegria, júbilo

Händel – “Rejoice”, do oratório O Messias | Amanda Forsythe (soprano) e Boston Baroque, sob direção de Martin Pearlman

Despedida

Händel – “Thus long ago” (Muito tempo atrás), da ode Alexander’s Feast | Nikolaus Harnoncourt rege o Concentus Musicos Wien

DESTAQUES