BLOG

B VOLTAR
O Violão no Brasil

O Violão no Brasil: uma breve história

Estima-se que o violão de seis cordas tenha chegado ao Brasil em princípios do século XIX, com a transferência da corte portuguesa para cá.

Segundo a violonista, pesquisadora e professora Márcia Taborda, da Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), um dos documentos mais antigos que registra o ensino da viola francesa no país (nome dado ao violão na época) é um anúncio publicado em 1826, no qual o músico italiano Bartolomeu Bortolazzi divulga seu trabalho de professor do instrumento na cidade do Rio de Janeiro.

Marcia também conta que, “em solo brasileiro, o violão era utilizado para tocar gêneros populares na Europa, especialmente transcrições de árias de ópera e danças, como a polca, a mazurca, a valsa e a schottisch, que acabaram ganhando características locais. O violão também assumiu o papel de constante acompanhador de gêneros, como modinhas, lundus, cateretês e sambas”.

Já o violonista Fábio Zanon, em um de seus textos para o blog da série radiofônica “O Violão Brasileiro”, apresentada por ele na Rádio Cultura de São Paulo (2006-2009), afirma que: “os primeiros concertos de violão solo documentados no país foram oferecidos pelo violonista cubano Gil Orozco em 1904 e não chegaram a atrair muita atenção, mas supõe-se que já há um ensino sério de violão clássico nesta época, já que Villa-Lobos admitiu haver aprendido violão pelos métodos do espanhol Dionísio Aguado (1784-1849)”.

Entre os compositores brasileiros que colaboram para o início da construção do repertório violonístico no Brasil estão Villa-Lobos, com seus Doze Estudos para Violão (1929); Camargo Guarnieri, com o Ponteio para violão, primeira obra escrita por ele para o instrumento (1944); Guerra-Peixe, com a Suíte (1946); e Radamés Gnattali, com os Dez Estudos para Violão (1967), para citar alguns dos autores que consolidaram a tradição do violão clássico nacional.

Nos próximos posts, destacaremos alguns artistas brasileiros que têm ocupado um privilegiado espaço no cenário violonístico nacional e internacional.

Para saber mais sobre o violão no Brasil:

– DVD Viola e Violão em Terras de São Sebastião, de Marcia Taborda: aula-espetáculo em que a musicóloga e violonista apresenta, em linguagem didática, a história do instrumento desde seus antepassados, passando pela a chegada ao Brasil colônia e chegando até meados do século XX.

http://www.faperj.br/?id=3564.2.0

– Série “O Violão Brasileiro”, apresentada por Fabio Zanon, na Rádio Cultura de São Paulo:

http://culturafm.cmais.com.br/o-violao-brasileiro

http://vcfz.blogspot.com/2006/05/o-violo-no-brasil-depois-de-villa.html

De maldito a erudito: caminhos do violão solista no Brasil, artigo de autoria de Marcelo Fernandes Pereira e Edelton Gloeden (Escola de Comunicação e Artes da USP):

http://www3.eca.usp.br/sites/default/files/form/biblioteca/acervo/producao-academica/002442240.pdf

– Guitarcoop – plataforma online especializada em violão, com gravações e vídeos de alta qualidade: https://guitarcoop.com.br/.

DESTAQUES