BLOG

B VOLTAR
O UNIVERSO MUSICAL DE PROUST

O UNIVERSO MUSICAL DE PROUST

Marcel Proust (1871–1922), escritor francês, é o autor do ciclo de romances À la Recherche du Temps Perdu (Em Busca do Tempo Perdido), considerada uma das maiores obras literárias do século XX.

Escrito entre 1908 e 1922, foi publicado em sete volumes: No Caminho de Swann (1913), À Sombra das Raparigas em Flor (1919), O Caminho de Guermantes (1921), Sodoma e Gomorra (1922), A Prisioneira (1923), A Fugitiva (1925) e O Tempo Redescoberto (1927). Os três últimos livros foram publicados postumamente.

De estrutura complexa e pouco tradicional, Em busca do tempo perdido é uma ficção memorialística que apresenta alguns personagens inspirados em pessoas que o escritor realmente conheceu.

A música está presente ao longo de toda a obra de Marcel Proust, seja em referências a compositores como Beethoven, Wagner, Chopin e Fauré, só para citar alguns, como também na imaginária Sonata para Piano e Violino de Vinteuil, um compositor fictício muito cultuado pelos personagens que frequentam os salões parisienses.

Qual é o papel da música na literatura de Proust? Quais seriam as obras musicais que o inspiraram a imaginar a Sonata de Vinteuil?

Falaremos sobre algumas possibilidades nos próximos posts.

 

DESTAQUES