BLOG

B VOLTAR
PROUST: A SONATA DE VINTEUIL (1) – CESAR FRANCK

Proust: A Sonata de Vinteuil (1) – César Franck

A Sonata de Vinteuil é uma obra fictícia descrita em O Caminho de Swann, primeiro volume que integra o ciclo de romances Em Busca do Tempo Perdido. Proust diz que é uma sonata para piano e violino.

Charles Swann, um diletante, é apaixonado por Odette de Crécy. Swann associa uma pequena frase da Sonata com seu amor por Odette.

Proust era interessado pelo poder que a música tem de despertar estas lembranças involuntárias, um termo que ele inventou.

Mas quem seria o verdadeiro autor da Sonata de Vinteuil?

Várias hipóteses foram aventadas: Saint-Saëns, Pierné, Lekeu, e até Brahms, entre outros. O compositor mais lembrado, porém, é César Franck, cuja sonata, aliás, é citada por Proust mais adiante, no volume Sodoma e Gomorra.

César Franck – Sonata para Violino e Piano | Maxim Vengerov (violino) e Khatia Buniatishvili (piano)

Já falamos sobre a peça aqui:

Cesar Franck – Sonata para Violino e Piano

DESTAQUES