BLOG

B VOLTAR
Proust: A Sonata de Vinteuil (2) – Saint-Saëns

Proust: A Sonata de Vinteuil (2) – Saint-Saëns

Quem seria o verdadeiro autor da Sonata de Vinteuil, obra musical fictícia que desperta lembranças do amor de Charles Swann por Odette de Crécy no primeiro volume de Em busca do Tempo Perdido, de Marcel Proust?

Há evidências de que a Sonata nº 1 para Violino, de Camille Saint-Saëns, seja a obra que a inspirou a Sonata de Vinteuil do romance de Marcel Proust.

Em artigo para a revista New Yorker, o crítico Alex Ross afirma:

“Proust não era apenas um ouvinte atento, mas também um determinado observador de outros ouvintes. Seus personagens revelam como a música os arrebata. Em O Caminho de Swann, uma pequena frase musical em um salão tem um efeito sísmico no connoisseur Charles Swann.

Rascunhos iniciais de O Caminho de Swann deixam claro que Proust originalmente tinha em mente o cristalino segundo tema do primeiro movimento da Primeira Sonata para Violino, de Saint-Saëns, que Reynaldo Hahn (compositor e amigo de Proust) frequentemente tocava ao piano para o autor. Mais tarde, Proust atribuiu essa frase ao compositor fictício Vinteuil, que, no decorrer do ciclo, é revelado como uma grande figura criativa, superando mesmo Saint-Saëns em significância.”

Saint-Saëns – Sonata nº 1 para Violino: I. Allegro agitato | Renaud Capuçon (violino) e Bertrand Chamayou (piano)

Leia mais sobre o Universo Musical de Proust:

O UNIVERSO MUSICAL DE PROUST

DESTAQUES