BLOG

B VOLTAR
Saint-Saëns – A percussão em O Carnaval dos Animais

Saint-Saëns – A percussão em O Carnaval dos Animais

Carnaval dos Animais, de Camille Saint-Saëns, está entre as obras mais apreciadas e populares do compositor francês, que faz uso de diversos elementos percussivos em algumas de suas partes.

Destacamos aqui duas delas:

Aquário (Aquarium)

Uma das peças mais criativas do Carnaval, é cheia de magia e mistério, com uma sonoridade iridescente.

O arranjo que ouviremos a seguir utiliza um órgão e instrumentos de percussão como o glockenspiel, bell tree (espécie de sino invertido de metal), crotales (pequenos pratos de metal, ou címbalos) e vibrafone, sendo que esse último é tocado de forma incomum, com um arco de contrabaixo.

Saint-Saëns – O Carnaval dos Animais: “Aquário” | Organized Rhythm, com Clive Driskill-Smith (órgão) e Joseph Gramley (percussão e arranjo).

E a seguir um outro arranjo da mesma peça, para grupo de percussão:

Saint-Saëns – O Carnaval dos Animais: “Aquário” (arranjo para percussão de Matt Moore) | OCSA Percussion Ensemble

Fósseis (Fossiles)

Saint-Saëns faz nessa peça uma paródia humorística de sua Dança Macabra. Ouviremos uma versão em formação de câmara, em que o xilofone remete ao som de esqueletos se chocando.

Saint-Saëns – O Carnaval dos Animais: “Fósseis” | Berveley Johnston (percussão), Kimball Sykes (clarineta), Marc Djokic e Sara Mastrangelo (violinos), Paul Casey (viola), Julian Armour (violoncelo), Paul Mach (contrabaixo), Frédéric Lacroix e Carson Becke (pianos)

Já falamos sobre O Carnaval dos Animais aqui:

Saint-Saëns – O Carnaval dos Animais (Le Carnaval des Animaux)

E sobre a Dança Macabra, aqui:

Saint-Saëns – Dança Macabra

DESTAQUES