BLOG

B VOLTAR
música italiana barroco caravaggio

O Barroco na Itália

A música barroca na Itália se desenvolve no período de 1600 a 1750. Muitos fatos importantes ocorreram na época. Um deles foi o retorno à complexidade da polifonia, mas com as melodias obedecendo a um sistema moderno de harmonia, baseado em acordes e escalas em tom maior e tom menor.

Esse novo domínio da melodia, seguindo a harmonia em detrimento do texto, ocasionou grandes mudanças, incluindo a expansão e a invenção de novos instrumentos musicais, entre estes os fabricados por Stradivarius e pela grande indústria de Cremona.

 A música instrumental começou a desenvolver um caminho próprio, muito diferente de seu papel de acompanhamento da voz. Surgiram as formas instrumentais como a sonata e a fuga. O concerto assume grande importância entre compositores como Arcangelo Corelli (1653-1713) e Antonio Vivaldi (1678-1741), cujas obras se tornaram conhecidas em outros países, influenciando compositores como Johann Sebastian Bach (1685-1750), na Alemanha, que se inspira em Vivaldi, e Georg Friedrich Händel (1685-1759), na Inglaterra, que compete com Corelli.

A ópera séria, estilo da ópera italiana do século XVIII, surgiu no fim do século XVII, principalmente a partir do trabalho de Alessandro Scarlatti (1660-1725) e outros compositores de Nápoles – daí ser chamada de Ópera Napolitana. A ênfase da ópera era o solo vocal no bel canto, o estilo florido do período. A música e o texto eram divididos em recitativos (que narram a ação) e árias (que exprimem as emoções decorrentes). As árias eram em geral na forma da capo ABA (a primeira seção A era repetida após a seção B).

Outros compositores de destaque desse período, além dos citados acima, são Domenico Scarlatti (1685-1757, filho de Alessandro Scarlatti) e Benedetto Marcello (1686-1739). Os centros mais importantes eram as cidades de Nápoles e Veneza.

Do barroco italiano, destacamos as seguintes obras:

Vivaldi – L’Estro Armonico, Op 3, nº 8, RV 522 | Fabio Biondi e Europa Galante

Vivaldi – Beatus Vir, RV 795, Salmo 111 | Rinaldo Alessandrini (regente)

Corelli – Concerto in F Major Op. 6 No. 2 | Voices of Music

Händel – Grand Concerto nº 4 (o compositor era um feroz adversário de Corelli)

https://classicosdosclassicos.mus.br/obras/handel-grand-concerto-no-4-op-6-caravaggio/

DESTAQUES