BLOG

B VOLTAR
romantismo música italiana La Traviata_sketch

O Romantismo na Música Italiana

No século XIX, o Romantismo se espalha por toda a Europa, na literatura, nas artes plásticas e na música. A origem do nome para esse período artístico surge dos romances sobre temas medievais: heróis (de cavalaria), terras distantes e amores inatingíveis.

A música romântica é marcada por muitas características:

– o triunfo da intuição e da emoção sobre a razão – Dionísio triunfa sobre Apolo;

– o artista expressa suas emoções pessoais, subjetivas – valorização do indivíduo;

– as obras possuem um caráter de introspecção, melancolia, tristeza, transitoriedade e morte;

– há uma reação à Revolução Industrial, ao Iluminismo e à racionalização da natureza (física de Newton);

– a transgressão de regras e limites – reação às regras do Classicismo;

– o amor à natureza, o respeito pelo primitivo – “nobre selvagem”;

– o interesse pelo passado e pelas antigas lendas: Idade Média, folclore, contos de fadas, sobrenatural, místico, “gótico” e exótico.

Na música italiana, o Romantismo teve como grande destaque os compositores de ópera, como: Gioachino Rossini (1792-1868), que excepcionalmente era mais ligado à ópera-bufa (cômica); Vincenzo Bellini (1801-1835); Gaetano Donizetti (1797-1848); Giuseppe Verdi (1813-1901) – a grande figura da história da música italiana; e Giacomo Puccini (1858-1924), considerado o maior melodista da música italiana, que inicia sua carreira no período romântico e faz a ponte para a música do século XX.

Vamos ouvir, de Puccini, duas árias:

“O mio Babbino Caro”, da ópera Gianni Schichi | Anna Netrebko (soprano)

“E lucevan le stelle”, da ópera Tosca | Jonas Kaufmann (tenor)

E de Verdi:

“Libiamo ne’ lieti calici” (Valsa do Brinde), da ópera La Traviata | Anna Netrebko (soprano), Rolando Villazón (tenor) e Plácido Domingo (tenor)

Ouça também duas peças de Verdi, já comentadas no site:

“Va’ Pensiero”, coro da ópera Nabucco

https://classicosdosclassicos.mus.br/obras/verdi-va-pensiero/

“Marcha Triunfal”, da ópera Aida:

https://classicosdosclassicos.mus.br/obras/verdi-aida-marcha-triunfal/

DESTAQUES