BLOG

B VOLTAR
Quem foi Carlos Kleiber

Notas sobre Carlos Kleiber

Carlos Kleiber (1930-2004) foi escolhido como o maior regente de todos os tempos pela BBC Music Magazine, em 2011, concorrendo com cerca de 100 nomes, entre estes, Gustavo Dudamel, Mariss Janssen, Colin Davis e Valery Gergiev.

Suas gravações da Quinta e da Sétima Sinfonias de Beethoven e da Quarta de Brahms encabeçam as listas de melhores gravações de todos os tempos (juntamente com as Suítes e as Variações Goldberg, de Bach, por, respectivamente, Pablo Casals e Glenn Gould).

Acompanhe, essa semana, em Clássicos dos Clássicos, uma seleção de obras regidas por Kleiber:

Ouça também outras obras regidas por Kleiber já postadas aqui no site:

Excertos do programa Quem foi Carlos Kleiber, veiculado na Rádio BBC 3, em 2009 (*):

“Carlos foi o maior maestro, o maior músico que conheci.” (Plácido Domingo)

“Em cinquenta anos de carreira, Kleiber regeu 96 concertos e 400 récitas de ópera. Toscanini fazia isto em um ano!”

“Ele era mesmo o ‘regente fantasma’. Suas poucas performances ganharam uma reputação de lenda, baseada tanto na ausência como na presença.”

“Então, parece que Carlos Kleiber tinha tudo: incrível talento, liberdade total e um público que o adorava. E, no entanto, nem tudo estava perfeito em sua vida.”

“Carlos só vai reger quando a geladeira está vazia, mas é um gênio.” (Herbert Karajan)

“Kleiber era um perfeccionista. Só permitiu que o mundo o visse reger umas poucas obras que realmente o satisfaziam. Entrava em pânico total antes de um concerto, embora tivesse se preparado escrupulosamente e ensaiado à exaustão. Chegava ao camarim três horas antes de um ensaio e por volta de três ou quatro horas antes de um concerto, entrando num frenesi de medo, pânico e paranoia.”

(*) Ouça aqui a íntegra do programa:

 

DESTAQUES